[Resenha] A menina que colecionava Borboletas

Oi pessoal, tudo bem? Hoje vim aqui para fazer uma resenha de um livro que li faz um tempo e não me arrependi. Venha conferir: 
                                                                    
       
Título:  A menina que colecionava Borboletas
Autor:  Bruna Vieira
Editora: Gutemberg
Páginas: 151
ISBN: 9788582251222
Cotação: 5 estrelas
Sinopse:      Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns. Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí.




Confesso que a sinopse não me agradou, só comprei por causa do baixo preço no site Submarino. Esse é um dos livros de crônicas da Bruna Vieira, autora do Blog Depois dos Quinze.

A Bruna Viera tem um jeito de escrever diferente dos outros autores, o que torna a leitura mais rápida e menos cansativa.





Nesse livro a Bruna Vieira se supera com crônicas muito fofas de como é estar apaixonada, ou melhor "com borboletas no estômago".




Esse livro não conta só a história de uma garota que já passou dos quinze anos e que mora no vigésimo andar de um prédio em São paulo e sim ensina ensinamento de vida.



Eu sempre acompanhei o blog da Bru, mas a junção de todos os textos mega-fofos dela deu, com certeza, um ótimo livro.

Confira alguns quotes:


Com quase 20 anos, entendi que é um erro se anular tanto por alguma coisa, seja para fazer parte de um grupo social, conquistar o coração de alguém, seja simplesmente para ser promovido no trabalho. Ouvi dizer que algumas pessoas só entendem isso no finalzinho da vida, e eu sou privilegiada com a maturidade, pois ainda tenho muito tempo pela frente.


 A verdade é que a vida é curta demais para deixarmos que a transformem em um tribunal e fiquem julgando o que é ou não apropriado                                                                
 Não existe certo ou errado. O melhor caminho é sempre aquele que te faz olhar ao redor e perceber os pequenos detalhes.


Me arrependo pelo fato de não ter lido esse livro antes, pois, afinal vale muito a pena <3

Quer ter seu livro resenhado? Envie um e-mail para primaveraliteraria@gmail.com 




Primavera Literária por Rafaela Pinheiro 2014-2015. Tecnologia do Blogger.