[Resenha] Cartas de Amor aos Mortos

Título: Cartas de amor aos Mortos
Autor:  Ava Dellaria  

Editora: Seguinte - Cia.  das Letras 
Páginas: 337
Cotação: 4 estrelas
Sinopse: 

Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky.

Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Em uma história simples e contagiante, apenas com um começo mais lento, conhecemos Lauren, que esta começando o ensino médio em uma nova escola, mas algo do passado ainda incomoda a protagonista principal: a morte da sua grande irmã, que significava muito para ela, o que era muito difícil. Mas ela contara com a ajuda que poucos conhecem: a ajuda dos mortos.



Tudo começa quando o ano letivo começa e a nova professora de língua Inglesa de Lauren, que também, em um determinado ano, foi professora de sua irmã, pede para a turma em que Lauren esta esta estudando para escrever cartas, carta aos mortos. 

Porém, a professora dá para a turma uma data de entrega, mas Lauren nunca entrega as cartas, mas faz-as, portanto a história é contada em cartas, de um jeito interessante e completamente diferente.

Mas o que a nova aluna da escola, irmã de uma garota popular que acabou morrendo de um jeito que ninguém imaginava, não esperava é que os próximos desafios da vida eram os mais complicados, ainda mais sem a irmã. 

Mas há mais uma coisa para piorar ainda mais a situação: depois da morte de May, a mãe das duas garotas foge para a Califórnia.




Li o livro a um certo tempo, mas ele me trás lembranças super boas, afinal, ele carrega mensagens super-importantes e, por isso, várias pessoas deveriam ler.




Por um lado, a morte de May foi boa para Lauren pois ajudou ela a "crescer" um pouco.

Confira alguns Quotes:

(...) quando você perde alguma coisa próxima, é como perder a si mesmo (...) 



***

Para ter seu livro resenhado envie  um e-mail para primaveraliteraria@gmail.com com o assunto "Resenha"








Primavera Literária por Rafaela Pinheiro 2014-2015. Tecnologia do Blogger.