[Resenha] Reencontro

Título: Reencontro
Autor: Leila Krüger
Editora: Novo Século
Páginas: 496 páginas 
Sinopse: "Está bem no fundo. Não se pode alcançar... aos poucos, vai roubando o ar.” Ana Luiza vai perdendo seu fôlego: o fim de (mais) um grande amor, um pai distante, uma mãe fútil, uma amizade complexa e "pessoas que sempre vão embora". Com suas músicas de rock, seus livros e seus cigarros, Ana Luiza vê sua vida desmoronar. "O amor é uma ferida”, ela sentencia. Mas a “garota de olhar longínquo” tem um encontro inesperado com um alguém aparentemente muito diferente dela: os “olhos imensos”, que tudo veem... Presa em seu próprio mundo e rendida ao álcool e às drogas, Ana Luiza tenta fugir. Principalmente do temido amor, que tanto a feriu... Como encontrar, ou reencontrar o próprio destino? Até onde o amor pode ir, até quando pode esperar? O que há além das baladas de rock e dos poemas românticos? Poderá o amor salvar alguém de sua própria escuridão? Às vezes, é necessário perder quase tudo para reencontrar... e finalmente poder amar.

O enredo do livro nacional Reencontro gira em torno da personagem Ana Luiza. Uma jovem de 22 anos que mora em Porto Alegre e cursa Odontologia na PUC. Após o término do seu namoro, a protagonista se encontra totalmente desacreditada no amor. E, quem sabe, até mesmo na vida. Desse modo, Ana Luiza utiliza as drogas, o álcool e o rock 'n' roll como refúgio; uma maneira de fugir da sua realidade.




Fernanda -conhecida como Nana- é sua única amiga fiel. É uma das únicas pessoas em quem consegue confiar, já que Ana Luiza apresenta certa dificuldade no que diz respeito à confiança. Espalhafatosa é a palavra que resume sua melhor amiga. Piercings, tatuagens e roupas coloridas. No entanto, um novo colega da faculdade começa a  se aproximar da protagonista e acaba conseguindo quebrar a barreira existente entre Ana Luiza e o mundo externo. Rafa, como é conhecido, consegue se tornar amigo da Aninha e, quem sabe, conquistar um mínimo da confiança da personagem.

Apesar da proximidade alcançada pelo Rafa no que diz respeito à protagonista, ela ainda não consegue se abrir completamente em função dos acontecimentos ocorridos no passado que a deixaram depressiva. Ela ainda tem medo de que tudo aconteça de novo. Sendo assim, apesar de ter uma melhor amiga e um novo amigo, Ana Luiza ainda vive em um mundo muito particular. Isto é, ela ainda enfrenta sozinha determinados conflitos; ela ainda guarda alguns segredos para si mesma.



Ana Luiza, desanimada com a vida como um todo, percebe que o seu mundo está desmoronando cada vez mais. Após vivenciar alguns conflitos familiares e pessoais, a garota se encontra em uma depressão profunda. E, mais uma vez, ela encontra o seu refúgio nas drogas e no álcool. No entanto, após alguns conselhos a protagonista decide que não quer tudo isso para a sua vida. Após um "empurrão", a personagem recebe forças para continuar a sua vida. Ela encontra motivos para viver, apesar de todos os acontecimentos. E, assim, decide ser uma pessoa diferente, para melhor.

Reencontro é um daqueles livros bem intensos. Aqueles que te fazem refletir sobre diversos assuntos, o que eu achei bem interessante já que não é somente uma história de entretenimento. O leitor consegue extrair várias lições e questionamentos reflexivos a partir do enredo desenvolvido. Além disso, determinadas partes do livro são tão intensas que nós conseguimos sentir na nossa pele o sofrimento da personagem. Mas, ao mesmo tempo, conseguimos aprender, junto da protagonista, alguns valores essenciais. E, apesar de toda essa atmosfera pesada apresentada pela obra, há momentos de descontração em função, principalmente, das relações de amizade desenvolvidas no decorrer da história. Nas palavras da autora, Reencontro é um conto de fadas real que nos faz refletir sobre o que o amor pode fazer.


No que diz respeito à diagramação, eu achei tudo maravilhoso. Apesar de as páginas serem brancas, o tamanho da letra e a fonte utilizada foram excelentes (confesso que as páginas brancas não me incomodaram, e olha que eu não suporto livros com páginas brancas). Além disso, cada capítulo é iniciado com uma frase de algum autor ou algum músico - eu achei isso o máximo.

Não há você sem mim. Eu não existo sem você (Vinícius de Moraes)

E, como se não bastasse, a autora ainda faz diversas referências (livros, autores, músicos etc) durante a história - foi uma das coisas que mais gostei.

O vento ululou. Era um vento plangente, vento de morros uivantes.

No mais, eu recomendo esse livro principalmente para os leitores que gostam de refletir sobre algumas questões peculiares da vida. 



18 comentários:

  1. Olá. Parece que a vida dessa personagem é bem atribulada em rsrsr. Não tenho certeza, mas pelo que deu a entender, esse livro é brasileiro. Se eu estiver certo, gostaria de parabeniza-la, pois isso é muito importante para valorizar a literatura nacional.
    Um grande abraço!!!!

    http://obrasdeumjovemescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie! A vida da Ana Luiza é realmente bastante conturbada. Sim, o livro é nacional haha É importante que consigamos dar mais valor à literatura brasileira que cresce a cada dia! ^^
      Abraços!!

      Excluir
  2. Vivo descobrindo novos livros aqui, o que não é nada bom para a minha situação financeira kk Esse foi o meu primeiro contato com essa obra e eu gostei bastante, gosto de histórias que não somente tem como objetivo entreter, mas sim ensinar algo para o leitor. Estou louca para conhecer mais e me aventurar com Ana e acompanhar o seu desenvolvimento, quantos as páginas eu não me incomodo muito com as brancas, salvo algumas exceções, mas nesse caso acredito que não irão me incomodar. Amei a resenha <3
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado (pra nossa situação financeira) ser uma leitora voraz né KKKKKK Mas eu também gosto bastante de livros que nos acrescentam, principalmente no que diz respeito a questões reflexivas. É uma super aventura vivenciar a situação desenvolvida no livro. Nesse caso, se nem eu me incomodei com as páginas brancas garanto que a maioria das pessoas também não se incomodarão (porque sou muito chata com isso KKKKKK).
      Mas enfim, muito obrigada <3
      Beijos.

      Excluir
  3. Oii,
    Onde vocês encontram esses livros? Sério, sempre vejo livros que não conheço. :3
    Adorei a resenha e parece ser uma leitura intensa mesmo... fiquei curiosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Luana.
      Esse livro especialmente nós recebemos por meio de parceria haha Mas é sempre bom apresentar livros novos aos leitores né ^^
      É realmente bem intensa a leitura, mas eu gostei bastante! E obrigada haha
      Beijos!

      Excluir
  4. OI Carol, esse livro parece ser maravilhosa. Ainda mais falando de fatos tão reais e que acontece com muitos. Sentir na pele o que a protagonista sente, parece ser intenso e até reflexivo.
    Gostei da resenha, parabéns. Você vai fazer eu gastar. skks
    Beijos.

    Escritaliteraria1.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem comovente essa questão de sentir na pele os efeitos dos acontecimentos enfrentados pela protagonista. E é interessante o fato de a autora retratar situações vivenciadas por um número relevante de pessoas - no mundo real. É isso que faz da leitura uma aventura intensa e reflexiva como você disse, além de ter sido uma experiência maravilhosa repleta de aprendizados.
      Muito obrigada! ^^
      KKKKK Livro é um investimento que vale a pena u_u haha
      Beijos.

      Excluir
  5. Nossa, que livro. Não conhecia, mas já me identifiquei, porque adoro livros intensos que nos fazem refletir. E que bom que ele traz referências, gosto muito disso também. Sempre acabo descobrindo algo novo.
    Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então é bem provável que vá gostar da leitura de "Reencontro" haha A experiência é maravilhosa no que diz respeito ao crescimento pessoal.
      Uma das coisas que eu mais aprecio nos livros são as referências exatamente por isso, acaba nos revelando coisas novas.
      Por nada! ^^

      Excluir
  6. Olá, não conhecia o livro, mas me pareceu bastante legal. O enredo é bem marcante pelo jeito. Também gosto desse tipo de referencias, acho que me apego mais ao livro.
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma experiência bem marcante no geral. Uma daquelas histórias que agregam no que diz respeito à questões reflexivas da vida como um todo.
      Essa questão da referência é bem interessante por acrescentar informações, muitas vezes desconhecidas, ao leitor.
      Abraços.

      Excluir
  7. Já gostei do livro só pela capa, a resenha me ganhou de vez, engraçado que nunca tinha ouvido falar, livros nacionais e a falta de espaço que eles tem, pena...

    Conheci seu blog agora e adorei, estou seguindo!

    Se quiser conhecer o meu é Estandy Books - A Estante da Andy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é maravilhosa mesmo! É realmente uma pena que a literatura nacional tenha tão pouco espaço né...mas que bom que esse livro já te ganhou ^^ Espero que goste da leitura!!
      Obrigada ^^

      Excluir
  8. Oiee Carol!!
    Adoreii a Resenha! O livro parece ser ótimo e fiquei com muita vontade de lê-lo!
    As fotos que você tirou do livro ficaram Perfect *-*
    A capa do livro é maravilhosa!!

    Parabéns!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Erika!!
      O livro é ótimo, de verdade. Obrigada!! ^^
      Eu amo essa capa! Ela é linda não é? haha
      Obrigada mais uma vez :3
      Beijoo <3

      Excluir
  9. Ei, Carol!
    Amei a sua resenha! Estou de olho nesse livro, quero ler ele em breve. As fotos estão lindas <3
    Beiijos

    minhasecretapoesia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Karen!!
      Muitíssimo obrigada <3
      Mas leia mesmo, é uma experiência maravilhosa ^^
      Beijoo!

      Excluir

Obrigado por comentar.
Alguma dúvida? Se sim envie um e-mail para primaveraliteraria@gmail.com.

Primavera Literária por Rafaela Pinheiro 2014-2015. Tecnologia do Blogger.