[Resenha] Três é Demais

Título: Três é demais
Autor: Ali Cronim
Editora: Seguinte (Cia. das Letras)
Páginas: 301
ISBN: 9788565765183
Cotação: 5 estrelas
Sinopse: Cass está entre as mais inteligentes da classe. Tem uma família carinhosa, amigos incríveis, um namorado lindo, um futuro brilhante. Sua vida é perfeita — ou pelo menos é o que parece. Seus amigos sempre deixaram claro que não aprovam seu namorado. Para piorar, seu melhor amigo se declara para ela — e Cass não sabe como dizer não sem machucá-lo. Na escola, ela está uma pilha de nervos desde que fez a entrevista para tentar uma vaga em Cambridge. Sua confiança vai por água abaixo quando ela tira nota C num trabalho de política do colégio. Pouco a pouco, a vida de conto de fadas de Cass vai desmoronando, e ela terá que se esforçar muito para administrar os “pequenos” percalços que vão surgindo pelo caminho e ao mesmo tempo resolver seus grandes dilemas. Três é demais é o terceiro volume de garota

Nesse terceiro livro da Ali Ceronin o mundo gira em torno da cassandra, ou apenas Cass, melhor amiga da Sarah

Cass é namorada de Adam, que trabalha na empresa do seu pai, e se conheceram em uma festa que seu irmão deu na própria casa, afinal, a mãe de Cassie só deixou a festa se ela estivesse em casa.

Mas, com quase três anos de namora a nossa protagonista esta dividida entre algumas faculdades (uma delas é a que Adam estuda) e também esta dividida entre garotos: Adam, seu namorado atual, Tom, um garoto que, quando se conheceram em uma entrevista para a faculdade foi muito gentil e  Jack, seu melhor amigo. 


"Por pior que esteja agora, isso vai mudar. A vida é uma montanha-russa, não é mesmo?" 

Mas há outros problemas: todos os seus amigos, incluindo a Sarah, que é sua melhor amiga e Jack, não gostam do Adam, e Adam também não gostas dos amigos de sua namorada, pois ele acha que Cass fica mais infantil perto deles e ela precisa tirar três "As" para passar em direito na faculdade em que conheceu Tom, mas ela tirou um "C" em sua melhor matéria... 

Com uma tremenda insegurança, há muitas brigas com a mãe e também uma suposta gravidez. Será que a Cassie estava preparada para enfrentar tudo issso?

Três é demais, até então, é o melhor livro da série, o que eu mais me identifiquei. 


Gostaram da resenha?
Já leram o livro? 




[Resenha] Nada é para Sempre

Título: Nada é para sempre
Autora: Ali Cronin
Editora: Seguinte (Cia. das Letras)
Páginas: 271
ISBN: 9788565765053
Cotação: 5 estrelas
Sinopse: Em seu grupo de amigos, Sarah sempre foi a “boa menina”. Um pouco careta, talvez, mas aquela com quem todos sabiam que podiam contar. Isso até que ela conhece Joe - um garoto mais velho, lindo e sedutor - durante as férias em Barcelona e acaba perdendo a virgindade com ele.
De volta à Inglaterra e à companhia dos amigos, Sarah tenta manter uma relação à distância com Joe, que está na faculdade. Ele demora para responder suas mensagens de texto, não telefona, parece estar sempre ocupado. Mas quando os dois se encontram Sarah tem certeza de que devem ficar juntos, então faz de tudo para que sua relação seja especial. Seus amigos, por outro lado, não estão certos de que o rapaz a merece. Sarah acha que tudo não passa de inveja, e os atritos começam a surgir.

O primeiro livro da série "Garota <3 Garoto" conta a história de um grupo de 7 amigos (Sarah, Donna, Cass, Ashiley, Jack, Ollie e Richi)  narrado pela Sarah que estão prestes a terminar o ensino em uma escola em Brigthon, na Inglaterra.

Sarah, com 17 anos é, com certeza, a garota mais "certinha" desse grupo, que ao viajar com os pais e o irmão caçula, o Daniel, para uma praia da Espanha acaba conhecendo Joe, estudante de Ciências Políticas em uma universidade de Londres.

Aos poucos os jovens vão se envolvendo cada vez mais, se apaixonando mais ainda. Só que há um problema: após voltar da viagem de férias Sarah não recebe nenhuma ligação dele, como tinham combinado na Espanha. 

Quando o tão amado Joe liga para Sarah, os dois voltam a se falar,se encontrando sempre que possível nos fim de semanas, mesmo que ele demore um pouco para responder. Só que um desses encontros com os "amigos da faculdade" de Joe, ela fica com um pouco de inveja e receio de uma dessas "amigas, a Mimi. 

Para enfrentar tudo isso ela conta com a ajuda dos seus grandes amigos e, mais ainda, com a ajuda de Ollie, que sempre escondeu uma espécie de "paixão por ela"

Meus amigos eram muito legais. Por que a amizade deles não bastava?"

Aos poucos, vamos percebendo juntamente com Sarah que Joe não é como parece, e que ele pode estar usando ela como um objeto para passar o tempo.

 Opinião: Eu, particularmente amei o livro, a leitura é rápida e não é cansativa, e além de eu ter amado o "assunto" da história, eu me identifiquei muito com a Sarah e mais ainda com o jeito que ele conta os fatos, o jeito que ela narra. Quando li "Nada é Para Sempre", nem parecia que era apenas uma história, parecia que eu era a protagonista. 

 Capa: Com um tom de rosa, a capa é bem parecida com a de "Época de Morangos", sendo na minha opinião, bem bonita e combina muuuuito com a história do primeiro livro. 


[Resenha] Dizem por aí

Título: Dizem por aí 
Autor: Ali Cronim
Editora: Seguinte (Cia. das Letras)
Páginas: 279
ISBN: 9788565765084
Cotação: 4 estrelas
Sinopse: Ashley sempre foi a mais descolada da turma. Aquela garota que sabe o que quer - festas e mais festas - e que, diferentemente das amigas, nunca gastou seu tempo sonhando com príncipes encantados. Mas tudo muda quando, um dia qualquer, ela vai ao cinema com sua melhor amiga e conhece Dylan: um garoto lindo, um pouco quieto, de olhos verdes e cabelos incríveis que não sai da cabeça dela. Ashley só consegue pensar naquele jeans justos, no ar meio desinteressado, nas pernas finas... O efeito é devastador. Mas cada vez que eles se encontram, Dylan tem uma reação diferente: quando estão sozinhos, se dão bem e conversam como amigos, quando se veem nas festas, o garoto a evita. Será que isso é só timidez? Ou na verdade ele tem vergonha de ficar ao lado de uma menina como ela? Será que, no fim das contas, ela é vista como uma garota fútil?

Dessa vez, o segundo livro da coleção "Garota <3 Garoto, da Ali Cronim pela Editora Seguinte é narrado pela Ashley, o que me desanimou um pouco pois me apeguei muito a Sarah. 

Em uma narrativa envolvente e irresistível do começo ao fim vamos conhecendo Ashley, ou apenas Ash, uma garota de 17 anos que nunca se apaixonou de verdade e que sempre levou tudo a brincadeira. Mas um dia quando ela resolve sair com a melhor amiga,  a Donna e seu primo Marv ela acaba conhecendo o lindo Dylan, só que ele não demostra gostar dela. Ou gosta, não demonstrando?

Aproveitando que um novo ano já vai chegar, Ash resolve mudar, ser ela mesma, só que nesse meio tempo há os comentários maldosos falando dela na porta do banheiro, brigas com a irmã que esta noiva e garotos com quem já "ficou" enchendo o saco. Será que se ela mudar, sendo ela mesma, o Dylan vai dizer que a ama?

Opinião: Apesar de ter gostado mais do primeiro livro e me identificado mais com a Sarah, amei o segundo livro, do começo ao fim. A leitura não é cansativa e muito menos chat, o que faz você não conseguir parar de ler. 


Gostaram da resenha? Quem aqui já leu o livro?
Primavera Literária por Rafaela Pinheiro 2014-2015. Tecnologia do Blogger.