[Resenha] Travessia

Título: Travessia
Autor: Ally Condie
Editora: Suma de Letras
Páginas: 273
ISBN: 9788581050744
Cotação: 5 estrelas
Sinopse: Em busca de um futuro que pode não existir e tendo que decidir com quem compartilhá-lo, a jornada de Cassia às Províncias Exteriores em busca de Ky – levado pela Sociedade para uma morte certa –, mas descobre que ele escapou, deixando uma série de pistas pelo caminho. A busca de Cassia a leva a questionar o que é mais importante para ela, mesmo quando vislumbra um diferente tipo de vida além das fronteiras. Mas, à medida que Cassia tem certeza sobre o seu futuro com Ky, um convite para uma rebelião, uma inesperada traição e uma visita surpresa de Xander – que pode ter a chave para revolta e, ainda, para o coração de Cassia – mudam o jogo mais uma vez. Nada é como o esperado em relação à Sociedade, onde ilusão e traição fazem um caminho ainda mais confuso.


*Essa resenha pode conter Spoiler do livro "Destino"*

[Resenha] Destino

Título: Destino
Autor: Allie Condie
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788560280810
Cotação: 4 estrelas
Sinopse:  Na distopia criada pela autora, o futuro parece muito tranquilo. Os indivíduos têm acesso à educação, emprego e todo o bem-estar que um governo pode proporcionar - as ruas são extremamente limpas e organizadas e os meios de transporte são moderníssimos. Mas é esse mesmo governo, a quem todos chamam agora de Sociedade, é que decide onde se deve morar, o que comer, onde trabalhar, como se divertir, com quem se casar e quando se deve morrer.
'Quando penso sobre de onde veio a idéia para este livro, tenho que dar todos os méritos ao meu marido', revela a autora. 'Nós estávamos tendo uma conversa sobre casamento, e ele perguntou: e se o governo pudesse decidir com quem as pessoas deveriam casar, e se este sistema fosse realmente excelente? E então nós começamos a falar sobre a idéia das pessoas serem divididas por pares.'
Em 'Destino', primeiro livro de uma trilogia, a protagonista Cassia tem absoluta confiança nas escolhas que a Sociedade lhe reserva. Ter o futuro definido pelo sistema é um preço aparentemente pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável e pela escolha do companheiro perfeito para formar uma família. Como a maioria das meninas, aos 17 anos, ela já está pronta para conhecer seu Par. Após o anúncio oficial, a menina sente-se mais segura do que nunca. Romântica, sonhava há anos com o momento do Banquete do Par, a cerimônia em que a Sociedade aponta aos jovens com quem irão casar. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander - bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos -, tudo parece bom demais para ser verdade.
Na cerimônia, Cassia recebe um microcartão onde estão armazenadas todas as informações que precisa saber sobre seu futuro marido. Mas ao inseri-lo no terminal de sua casa, tem uma grande surpresa: a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo. É Ky Markham, um antigo vizinho, quem ela vê. Neste instante, o mundo de certezas absolutas que conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés. Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão.
A partir deste momento, a autora cria um clima de angústia e expectativa em função da culpa que a adolescente sente por estar se desviando do que a Sociedade espera. Ao contrário de outras obras de ficção científica, o livro não é centrado em cenas de ação. 'O universo de Destino foi inspirado em uma série de pequenas experiências ao longo de minha vida. Coisas aparentemente simples, mas que me marcaram de forma profunda, como aquela conversa com meu marido sobre o futuro e o meu baile de formatura. E outras coisas ainda mais genéricas, como a sensação de se apaixonar ou ter o primeiro filho. Acho que o meu livro é diferente das obras do mesmo gênero exatamente por estar centrado em questões mais introspectivas.'



"Destino" é o primeiro liveo da trilogia distópica da querida Ally Condie, que e impossível não se apaixonar. 

Nas primeiras páginas vamos conhecendo a vida de Cassia, uma garota que vive em uma sociedade  "perfeita" onde escolhem o que vão comer, onde irão morar, ou seja, as pessoas não são livres para viver do jeito que querem.


Nessa sociedade o governo também escolhe com quem as pessoas devem se casar.
"Não é sorte, Cassia. Não há sorte na Sociedade"



Ao completar 17 anos, todos os jovens dessa Sociedade, independente do lugar onde vivem, vão conhecer o par, a pessoa com quem deverão viver até a morte, tendo filhos e sendo felizes, só que normalmente esse Par é de outra província, só que com Cassia é diferente. 

Em um banquete conhecido como Banquete do Par, onde sempre que o morador  destinado a ser seu par é de outra província ele aparece em uma tela gigante, só que o que acontece com Cassia é raro: A Tela não mostra quem é o seu par, o que só tem um significado; o seu par esta ali, com ela, o que significa que são da mesma província. E isso não acontecia à décadas. 


"É estranho como nos agarramos a pedaços do passado enquanto aguardamos nosso futuro"

Depois de toda aflição, Cassia acaba descobrindo que o seu Par é o seu melhor amigo, desde a infância, o Xander, um garoto que também completou 17 anos recentimente e que ela dividiu muitas experiências.



Só que no meio de tudo isso a Ky. Um garoto diferente, uma aberação, que, segundo Cassia, os olhos dele mudam de cor. Ky, perdeu os pais quando ele era mais jovem, portanto, foi morar na Província onde Xander e Cassia moram, junto com seus tios. 

Será que Cassia poderia se apaixonar por ele? E Xander? Ela contaria a ele?

Publicado pela Suma, "Destino" é uma das melhores ditopias que já li. Me indentifiquei bastante com a narrativa. Não existe uma palavra para explicar o que achei desse livro. Ele é incrivelmente maravilhoso. 

Espero que gostem da resenha ^^






Primavera Literária por Rafaela Pinheiro 2014-2015. Tecnologia do Blogger.